Arquivo | Uncategorized RSS feed for this section

Nem tão novo. Nem tão normal.

24 jun

Quando a tecnologia facilita o acesso às aulas e terapias através de uma plataforma simples, o atendimento se torna mais individualizado e os resultados podem surpreender. Novas pesquisas (1) apontam para a eficácia das consultas, condutas terapêuticas e até avaliações físicas feitas a distância que, em alguns casos, apresentam resultados compatíveis com as condutas presenciais.  

O ‘novo normal’, onde distanciamento social, higiene e sanitização são a regra, a busca para estabelecer paralelos entre o espaço de prática terapêutica e a casa do aluno ou paciente vem tomando conta de muitas linhas de pesquisa e tem promovido mudanças significativas no atendimento. 

A valorização da história pessoal, a ênfase na conversa e na troca de informações, o conhecimento do ambiente que envolve as pessoas, tudo isso traz para o atendimento dados que nem sempre eram levados em consideração logo no primeiro contato, mas que ganharam importância e agora têm o poder de aproximar as pessoas. 

Os resultados devem ser acompanhados com frequência maior que a de costume e devem extrapolar a idéia de avaliação. Mudanças de hábito e costumes passam a dizer tanto sobre os resultados quanto o próprio conceito de rendimento.  

A conveniência de realizar uma rotina em casa não isenta o paciente ou o aluno de ter um ambiente livre de interferências, um horário dedicado para este fim e a necessidade de modificar hábitos e a rotina caseira para sua prática.

Assim, dos dois lados da linha deve haver comprometimento e busca mútua por conhecimento em um processo ativo para aprofundar a relação, superando a distância e a ausência.

Saiba como podemos ajudar você aqui.

1) Fontes:

Lombalgia (palacin-MArin)

https://www.ncbi.nlm.nih.gov/pubmed/23238489

Dores idiopáticas do joelho (Richardson et al) https://www.ncbi.nlm.nih.gov/pubmed/26985005

Ombros (Steele et al 2012) https://www.hindawi.com/journals/ijta/2012/945745/

Quadris (owusu-akyaw) https://bmjopensem.bmj.com/content/5/1/e000574#T2

Cotovelos (Lade et al 2012) https://www.ncbi.nlm.nih.gov/pubmed/23086982

Osteo Artrite

https://onlinelibrary.wiley.com/doi/full/10.1002/acr.23218

Resolução Conselho Federal de Fisioterapia

https://www.coffito.gov.br/nsite/?p=15825

Treino em casa é coisa séria.

3 maio

Fique em Casa😷

22 mar

20200322_140056[1]

Esperamos que estejam todos bem.

A situação está séria, está tensa e está assim em todo lugar. Nunca ninguém passou por uma experiêcia semelhante antes. A única maneira para conter o COVID-19 até agora é o isolamento. E a prática de exercícios físicos, Yoga, meditação e exercícios respiratórios (pranayamas) é a melhor maneira para enfrentar o isolamento. Por isso, abrimos um canal específico, onde faremos upload de 2 aulas semanais inéditas de Yoga, às terças e quintas, mais 1 aula semanal com Pranayamas. Estas aulas ficarão disponíveis ‘on demand’ para nossos alunos e poderão ser praticadas a qualquer momento da semana. Os alunos de Prática Assistida poderão agendar atendimento individual ao vivo online para tirar dúvidas sobre suas séries através do Embodia App e Zoom App

Estamos virando a noite por aqui, alterando séries de exercícios e preparando aulas que exijam pouco ou nenhum material de suporte para que possam ser praticadas em qualquer lugar, buscando aproximar ao máximo essa experiência das vivências em nossos estúdios.
Para conduzir nossa meditação, vamos gravar e fazer ‘upload’ do áudio do livro Dharmapada de Buda, capítulo a capítulo, cujo texto servirá de base e inspiração para nossa meditação.
Pelos próximos 15 dias, os estúdios estarão fechados ao público em obediência ao decreto do Governo do Estado de SP que estabelece a quarentena em todo o Estado, mas não estaremos parados: pelo contrário.

Vamos passar por este momento difícil juntos e, para tanto, colocamos todos nossos canais de contato à disposição para nossos alunos e amigos.

Namastê.

Franca e João

Aulas On Demand Yoga: https://vimeo.com/showcase/6896413
Agendar atendimento On Line Prática Assistida: https://yogaestudio.simplybook.me/v2/

 

 

Precaução: corona virus nas aulas.

15 mar

Namastê,

A melhor maneira de diminuir a propagação do Corona virus é adotar antecipadamente medidas de prevenção. Para tanto, vamos tomar alguns cuidados nos estúdios.

👉 Reiteramos a necessidade que cada aluno tem de ter ser próprio mat. Deixaremos de guardar os mats (tapetinhos de borracha) nos estúdios, que devem ser levados e trazidos de volta, a cada aula. Alunos que suam, devem trazer toalhas.

👉 Todos devem lavar bem as mãos antes e depois das aulas. Os estúdios contam com álcool gel e álcool 70° a disposição.

👉 Não iremos realizar ajustes manuais nos alunos e não ministraremos práticas em duplas ou trios, como de costume. Nas aulas onde o contato é estritamente necessário, usaremos luvas estéreis.

👉 Cumprimentos, somente à distância: “namastê”.

👉 As janelas dos estúdios ficarão abertas e o ar condicionado ligado no modo “virus doctor” (purificação de ar) a despeito da temperatura.

👉 Alunos que chegam de viagem internacional devem aguardar, ao menos, uma semana em casa antes de retornar às aulas.

👉 Alunos com mais de 70 anos OU que apresentam comorbidades (respiratórias ou auto-imunes) devem usar máscaras cirúrgicas durante a prática. Essas máscaras não atrapalham e são seguras.

👉 Essas informações vêm a se somar às já existentes.

Somos um grupo bastante pequeno de alunos e devemos nos cuidar a fim de que cada um possa apoiar os demais, mantendo uma prática saudável e que continue a nos manter saudáveis por muito tempo.

Segue fontes de informações seguras sobre corona vírus:

🚧👉 https://www.who.int/es/emergencies/diseases/novel-coronavirus-2019/advice-for-public/q-a-coronaviruses

Atendimento Emercor nos estudios.

2 fev

A partir de fevereiro/ 2020 contaremos com o serviço Emercor de atendimento de emergência e urgência disponível nos estúdios durante o período de aula a todos os alunos.

Este serviço, que oferece desde atendimento a distância até remoção hospitalar, é indispensável no momento em que passamos a atender um maior número de alunos, com perfis distintos e demandas específicas.

Maior diversidade traz maiores desafios e, com a ajuda da Emercor, teremos mais segurança e tranquilidade para continuar a oferecer a prática de Yoga a mais alunos.

🙏 Franca e João

Em 2020… muita paz interior😉🙏

19 dez

Entre os dias 23/12 e 03/01 faremos uma pequena pausa para colocar a casa em ordem.  Sábado, dia 04/01, voltamos com a corda toda.

Imagem

Café Pequeno?

11 nov

yogaestudio

Nova turma para quem quer começar a praticar Yoga do jeito certo, aproveitando ao máximo as aulas, sem deixar escapar nada. Aulas com 1 hora de duração, segunda e quarta, das 8h00 às 9h00 da manhã, com Franca Bertini.

👉  Todos os horários

👉 Agendar aula experimental

Fisioterapia e Meditação

31 out

Toda Encurtada

28 out

NA_JAN17_recovery_Hero

O que significa ter músculos encurtados ou ter a sensação de que os músculos estão exageradamente rígidos quando não deveriam estar? 

👉 Músculos encurtados ≠ músculos rígidos.

Ter músculos encurtados não significa ter músculos rígidos. Posso, por exemplo, não sentir rigidez alguma nos músculos atrás das coxas e, ainda assim, não conseguir tocar as pontas dos próprios pés com as mãos.  Ao mesmo tempo, posso sentir rigidez no trapézio e manter intacta a qualidade do movimento em meus ombros. 

👉 Músculos encurtados ≠ músculos tensos

Ter músculos encurtados não significa ter músculos tensos. De fato, é impossível confirmar alterações na densidade de músculos apalpando ou apertando.  https://www.ncbi.nlm.nih.gov/pubmed/20015697

👉 Músculo encurtado = Sensação Subjetiva Desagradável

Então porque sentimos os músculos encurtados?  Quando permanecemos em uma mesma postura por períodos muito longos de tempo, por exemplo, dirigindo o carro ou sentados à frente de um computador, provocamos a restrição do fluxo sanguíneo para os músculos, causando uma isquemia transitória, alertando o nosso cérebro para mexer o corpo e assumir uma nova postura. Esse alerta é percebido como dor ou ‘encurtamento’ e costuma cessar imediatamente após a mudança de posição.  

Se a sensação de ‘encurtamento’ muscular parece estar sempre presente, isso sugere que a musculatura acometida está sendo continuamente submetida a uma carga para a qual não está preparada. O estado geral de saúde, estresse,  dieta, sono, todos esses fatores desempenham um papel na percepção de encurtamento muscular. Neste caso, a maneira para abordar o problema não deve ser estritamente ‘mecânico’.

👉 O que fazer? 

Exercícios que envolvem alongamento de um músculo, massagem e liberação miofascial atuam sobre tecidos conjuntivos (ligamentos, tendões, fascia superficial), promovem analgesia e sensação de relaxamento, mas o alívio dura pouco tempo e não se observam mudanças estruturais a partir destas abordagens.

Mudanças posturais frequentes contribuem para maior vascularização e regeneração de tecidos, diminuindo o risco de lesões. A melhor postura é sempre a próxima postura.

São os exercícios resistidos e treinos de força que, a longo prazo, levam a mudanças estruturais, principalmente quando a força é exigida em toda a amplitude de movimento e integra vários segmentos do corpo ao mesmo tempo. Neste caso, os músculos irão alongar e se adaptar, conferindo maior mobilidade às articulações e força. 

Respiração e Movimento

17 set

lungs.jpgA respiração tem o poder de integrar todas as partes envolvidas na execução de um gesto ou movimento, mas essa perspectiva é o aspecto mais negligenciado quando falamos em exercício físico e reabilitação. Enquanto a métrica respiratória dá o tom às conversas, seu poder de impactar o movimento costuma ser deixado de lado. Na prática, abandonamos uma importante ferramenta para conscientização e organização do movimento e da postura para nos ater a aspectos superficiais de um gesto específico.

A respiração assíncrona é um sinal imediato da perda da concentração sobre o movimento pela interferência de sinais ambientais ou do próprio corpo. 

Recobrar o ritmo entre respiração e movimento significa assim retomar o controle do corpo no espaço, afastar as interferências externas e observar os sinais do próprio corpo com certo  distanciamento, sem se deixar influenciar por eles. Neste sentido, a respiração acaba por ajudar a gerenciar as respostas relacionadas a ansiedade e estresse. 

A respiração profunda e lenta tem sido associada à estimulação do sistema nervoso parassimpático e à produção de ondas cerebrais alfa. O rápido retorno a uma respiração lenta após a fadiga aumenta a Variabilidade da Frequência Cardíaca (VFC) – um forte preditor de expectativa de vida (a VFC significa a capacidade de nosso coração adaptar-se ao estresse).

Trabalho simples para iniciar sincronização entre movimento e respiração com ajuda de Metronome Beats app da Stonekick

Negligenciar as variações na qualidade da respiração significa perder acesso aos objetivos mecânicos e fisiológicos do treinamento. Se o exercício pode estimular a resposta postural e respiratória correta e automática, o descaso sobre a respiração distorce os dois. 

Trabalho simples para iniciar sincronização entre movimento e respiração com ajuda de Metronome Beats app da Stonekick

As disfunções qualitativas do movimento são uma indicação sutil e paralela das disfunções qualitativas da respiração. A respiração e o ritmo respiratório estão profundamente ligados  a função do movimento, e devem ser observados em conjunto, potencializando o gesto e organizando o movimento.