Toda Encurtada

28 out

NA_JAN17_recovery_Hero

O que significa ter músculos encurtados ou ter a sensação de que os músculos estão exageradamente rígidos quando não deveriam estar? 

👉 Músculos encurtados ≠ músculos rígidos.

Ter músculos encurtados não significa ter músculos rígidos. Posso, por exemplo, não sentir rigidez alguma nos músculos atrás das coxas e, ainda assim, não conseguir tocar as pontas dos próprios pés com as mãos.  Ao mesmo tempo, posso sentir rigidez no trapézio e manter intacta a qualidade do movimento em meus ombros. 

👉 Músculos encurtados ≠ músculos tensos

Ter músculos encurtados não significa ter músculos tensos. De fato, é impossível confirmar alterações na densidade de músculos apalpando ou apertando.  https://www.ncbi.nlm.nih.gov/pubmed/20015697

👉 Músculo encurtado = Sensação Subjetiva Desagradável

Então porque sentimos os músculos encurtados?  Quando permanecemos em uma mesma postura por períodos muito longos de tempo, por exemplo, dirigindo o carro ou sentados à frente de um computador, provocamos a restrição do fluxo sanguíneo para os músculos, causando uma isquemia transitória, alertando o nosso cérebro para mexer o corpo e assumir uma nova postura. Esse alerta é percebido como dor ou ‘encurtamento’ e costuma cessar imediatamente após a mudança de posição.  

Se a sensação de ‘encurtamento’ muscular parece estar sempre presente, isso sugere que a musculatura acometida está sendo continuamente submetida a uma carga para a qual não está preparada. O estado geral de saúde, estresse,  dieta, sono, todos esses fatores desempenham um papel na percepção de encurtamento muscular. Neste caso, a maneira para abordar o problema não deve ser estritamente ‘mecânico’.

👉 O que fazer? 

Exercícios que envolvem alongamento de um músculo, massagem e liberação miofascial atuam sobre tecidos conjuntivos (ligamentos, tendões, fascia superficial), promovem analgesia e sensação de relaxamento, mas o alívio dura pouco tempo e não se observam mudanças estruturais a partir destas abordagens.

Mudanças posturais frequentes contribuem para maior vascularização e regeneração de tecidos, diminuindo o risco de lesões. A melhor postura é sempre a próxima postura.

São os exercícios resistidos e treinos de força que, a longo prazo, levam a mudanças estruturais, principalmente quando a força é exigida em toda a amplitude de movimento e integra vários segmentos do corpo ao mesmo tempo. Neste caso, os músculos irão alongar e se adaptar, conferindo maior mobilidade às articulações e força. 

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s