Arquivo | Notícias RSS feed for this section

De Leonardo Boff: “Vivemos tempos de Noé”.

26 abr

leonardo-boff1

Vivemos tempos de Noé. Pressintindo que viria um dilúvio, o velho Noé convocava as pessoas para mudarem de vida. Mas ninguém o ouvia. A contrário, “comiam e bebiam, casavam-se e davam-se em casamento até que veio o dilúvio e os fez perecer a todos”(Lc 17,27; Gn 6-9).

Os 2000 cientistas do IPCC que estudam o clima da Terra são nossos Noés atuais. O terceiro e último relatório de 13/4/2014 contem grave alerta: temos apenas 15 anos para impedir a ultrapassagem de 2 graus C do clima da Terra. Se ultrapassar, conheceremos algo do dilúvio. Ninguém dos 196 chefes de Estado disse qualquer palavra. A grande maioria continua a explorar os bens naturais, negociando, especulando e consumindo sem parar como nos dias de Noé.

Entrevejo três graves irresponsabilidades: a geral e a específica e supina ignorância do Congresso norte-americano que vetou todas as medidas contra o aquecimento global; a manifesta má vontade da maioria dos chefes de Estado; e a falta de criatividade para montar as traves de uma possivel Arca salvadora. Como um louco numa sociedade de “sábios” ouso propor algumas premissas. Se algum mérito possuirem, é o de apontarem para um novo paradigma civilizacional que nos poderá dar outro rumo à história. Ei-las:

1. Completar a razão instrumental-analítica-científica dominante com a inteligência emocional ou cordial. Sem esta não nos comovemos face à devastação da natureza e não nos engajamos para resgatá-la e salvá-la.

2. Passar da simples compreensão de Terra como armazém de recursos para a visão da Terra viva, superorganismo vivo que se autoregula, chamado Gaia.

3. Entender que, como humanos, somos aquela porção da Terra que sente, pensa e ama, cuja missão é cuidar da natureza.

4. Passar do paradigma da conquista/dominação ainda vigente, para o paradigna do cuidado/responsabiidade.

5.Entender que a sustentabilidade só será garantida se respeitarmos os direitos da natureza e da Mãe Terra.

6. Articular o contrato natural feito com a natureza que supõe a reciprocidade inexistente com o contrato social que supõe a colaboração e          inclusão de todos, insuficiente.

7. Não existe meio-ambiente mas o ambiente inteiro. O que existe é a comunidade de vida com o mesmo código genético de base,estabelecendo um parentesco entre todos.

8.Abandonar a obsessão pelo crescimento/ desenvolvimento pela redistribuição da riqueza já acumulada.

9.Devemos produzir para atender demandas humanas mas sempre dentro dos limites da Terra e de cada ecossistema.

10.Pôr sob controle a voracidade produtivista e a concorrência sem limites em favor da cooperação e da solidariedade pois todos dependemos uns dos outros.

11.Superar o individualismo pela colaboração entre todos, pois esta é a lógica suprema do processo de evolução.

12. O bem comum humano e natural tem primazia sobre o bem comum particular e corporativo.

13.Passar da ética utilitarista e eficientista para a ética do cuidado e da responsabilidade.

14.Passar do consumismo individualista para a sobriedade compartida. O que nos sobra, falta aos demais.

15. Passar da maximização do crescimento para a otimização da prosperidade a partir dos mais necessitados.

16. Ao invés de permanentemente modernizar, ecologizar todos os saberes e processos produtivos visando tutelar os bens e serviços naturais e dar descanço à natureza e à Terra.

17. Opor   à era do antropoceno que faz do ser humano uma força geofísica destrutiva, pela era ecozóica que ecologiza e inclui todos os seres no grande sistema terrenal e cósmico.

18. Valorizar o capital humano/espiritual inexaurível sobre o capital material exaurível porque o primeiro fornece os critérios para as intervenções responsáveis na natureza e alimenta permanentemente os valores humano-espirituais da solidariedade, do cuidado, do amor e da compaixão, bases para uma sociedade com justiça, equidade e respeito à natureza.

19.Contra a decepção e a depressão provocadas pelas promessas não cumpridas de bem-estar geral feitas pela cultura do capital, alimentar o princípio-esperança, fonte de fantasia criadora, de novas idéias e de utopias viáveis.

20. Crer e testemunhar que, no fim de tudo, o bem triunfará sobre a mal, a verdade sobre a mentira e o amor sobre a indiferença. Um pouco de luz poderá espancar uma imensidão de trevas.

[original em: http://leonardoboff.wordpress.com/2014/04/25/vivemos-tempos-de-noe/]

30 mil

2 ago

New Picture

“Criação é o que nos coloca ao lado do criador”

Bhagawan Das

Nosso canal no Youtube acaba de ultrapassar a marca de 30 mil exibições. Não é uma marca expressiva no universo Youtube, mas ao mesmo tempo é inacreditável que vídeos sobre um tema tão pontual e específico, gravados de maneira tão tosca, tenha despertado o interesse de tanta gente.

Os vídeos são, antes de mais nada, o resultado de nossa busca incessante por novas possibilidades, releituras contínuas de nossa prática, pequenos retalhos arrancados do contexto maior onde os clipes encontram-se amarrados: as aulas.

Aproveitamos esta marca, a dos 30 mil views, para agradecer aos nossos mestres que contribuem muito para nossos estudos e, sobretudo, aos amigos e alunos que são a fonte de inspiração primeira de toda nossa busca.

Valeu!

Franca & João.

Pilates com Júnia Rodrigues

3 jul

Júnia (2)

Em Agosto, a profa. Junia Rodrigues passará a ministrar aulas de Pilates aqui no estúdio de Yoga e Pilates. Graduada em Educação Física pela Unicamp, Junia formou-se em Pilates pela Physicalmind Institute de Nova York, escola de Eva Gendry – senior teacher que trabalhou ao lado de Joseph Pilates durante 22 anos.

Dentro de uma abordagem global, que busca integrar corpo e mente à intensa prática de Pilates solo, as aulas com Junia acontecerão às terças e quintas das 8:00 às 9:00 no estúdio da R. Carlos Chagas, 122, Jardim Esplanada em São José dos Campos.

Aula inaugural no sábado, 03 de agosto, das 9:00 às 10:00 da manhã. Inscreva-se aqui.

Muito Além do Peso

28 fev

“Um filme obrigatório para qualquer pessoa que se importe com a saúde das nossas crianças” Jamie Oliver

Pela primeira vez na história da raça humana, crianças apresentam sintomas de doenças de adultos. Problemas de coração, respiração, depressão e diabetes tipo 2. O documentário “Muito Além do Peso” de Estela Renner, discute por que 33% das crianças brasileiras pesam mais do que deviam. As respostas envolvem a indústria, o governo, os pais, as escolas e a publicidade. Com histórias reais e alarmantes, o filme promove uma discussão sobre a obesidade infantil no Brasil e no mundo. Filme disponibilizado na íntegra pelos seus produtores: http://www.muitoalemdopeso.com.br/

Novos Horários. Nova Proposta.

3 jun

Segundas e quartas, das 7:30 às 9:00. Dois novos horários e uma nova proposta.

Diferente das aulas regulares, nestas turmas o aluno realiza uma série de yoga específica, com aproximadamente 1:30 hora de duração.

Durante estas aulas, são realizados os ajustes posturais necessários e propostas novas posturas de yoga, de acordo com a necessidade e desenvolvimento de cada aluno.

O aluno poderá chegar ao estúdio em qualquer momento durante a aula para realizar sua série.

Esperamos assim atender aos interessados que, devido a vários fatores, não podem ingressar nas turmas regulares e, ao mesmo tempo, respeitar uma premissa de yogacharya B.K.S. Iyengar para quem “todos tem corpos diferentes, diferentes fraquezas e forças. O Yoga é para todos.”

Agende uma aula aqui.

Ashtanga Yoga em Caraguatatuba.

15 maio

É com grande prazer que convido a todos para participarem do nosso workshop de ashtanga em Caraguatatuba, a ser ministrado por mim, com o inestimável apoio da nossa amiga Lye Otani, que nos cedeu sua casa para realizarmos nossas práticas e nos hospedarmos.

A idéia central desse workshop é passarmos um tempo juntos, praticando Ashtanga Yoga, cozinhando juntos e nos conhecendo melhor.

O workshop ocorrerá nos dia 07, 08 e 09 de junho, com a seguinte programação.

07 de junho (quinta)

08:00 – aula mysore

11:00 – aula técnica

18:00 – aula do Bhagavad Gita

08 de junho (sexta)

7:30 – aula mysore

10:00 – princípios do Ashtanga Vinyasa Yoga

18:00 – aula do Bhagavad Gita

09 de junho (sábado)

7:30 – aula mysore

10:00 – perguntas e respostas

Sairemos de São José na quinta bem cedo para chegarmos direto para a prática. Portanto peço que cada um dos participantes leve alguma preparação para compartilharmos no nosso café da manhã. Se possível vamos lotar os carros para dividirmos o valor do combustível.

Amigos e familiares, ainda que marinheiros de primeira viagem no ashtanga, são bem vindos. Convide-os.

O valor do workshop para os três dias é de R$ 120,00, ou R$ 40,00 por dia, para aqueles que não puderem ficar todos os dias.

Como já disse, iremos nos hospedar na casa da Lye, que acolhe bem 10 pessoas. Portanto, não deixem a inscrição para última hora.

Nossas refeições em casa serão compartilhadas e rateados os custos. Comecem a separar as receitas dos quitutes!

Bem, é isso aí pessoal. Espero contar com a presença de todos.

Qualquer dúvida entrem em contato: ashtangayogasjcampos@ig.com.br

Yogindra Das

Yoga Has to Progress!

13 abr

Diferente de outras entrevistas “chapa branca” concedidas por BKS Iyengar, esta expõe alguns pontos que norteiam seu método e a razão que o motivou a trilhar um caminho específico dentro da prática e do ensino de yoga, o que acabou por diferenciá-lo radicalmente dos demais professores.

Entrevista integral com quase 20 minutos de duração, concedida por BKS Iyengar, na época aos 90 anos, para o documentário “Enlighten Up” de 2008.